Incubadoras em pauta

Carta aos candidatos

 


Mauricio Guedes colunaMauricio Guedes

Diretor do Parque Tecnológico da UFRJ, ex-presidente Associação Internacional de Parques Tecnológicos (Iasp, a sigla em inglês), conselheiro e ex-presidente da Anprotec.


comente:

, ,

Dirijo-me desta vez a pouco mais de uma centena de leitores: aos brasileiros e às brasileiras que estão se preparando para concorrer ao cargo de governador dos seus estados. Nos próximos meses, vocês tentarão capturar as expectativas dos eleitores, avaliar os passos dos concorrentes e, a partir de suas próprias convicções, reavaliar propostas e construir novos argumentos convincentes. Em breve, todo esse esforço e a própria história de suas vidas vão ser submetidos ao julgamento daqueles que detêm o verdadeiro poder.Neste momento decisivo, é o diálogo com os eleitores que poderá lhes inspirar e aumentar as suas chances de vitória.

Faço-lhes um convite: ouçam os novos empreendedores, visitem pelo menos uma incubadora de empresas em seus estados. Lá, vocês conhecerão pessoas que acreditam no futuro, que estão dispostas a assumir riscos e que apostam em nosso país.

Vocês certamente já têm propostas de ações para as áreas de saúde, educação e segurança. Serão esses os temas mais debatidos na campanha e que receberão o merecido tratamento prioritário nos programas de todos os candidatos. Mas que novidades vocês trarão para o desenvolvimento econômico de seus estados? Sem emprego e renda, não há saída para os desafios de nenhum governo.

Não faz muito tempo, o nosso país tentava atrair investimentos usando a promessa de mão de obra barata. A abundância de recursos naturais, associada a uma dose de tolerância no tratamento das questões ambientais, completava a nossa oferta para o mundo. E não tínhamos vergonha disso. Será que o eleitor apoiaria esse discurso nos dias de hoje?

Que tal valorizar os negócios, grandes ou pequenos, construídos a partir do conhecimento da própria sociedade? Empresas que possam dizer ao mundo: ninguém faz melhor do que nós!

Que tal valorizar os empresários que tenham um compromisso verdadeiro com o meio ambiente e capacidade de inovação em padrão mundial? Para um país que está entre os 15 maiores produtores mundiais de publicações científicas, isso deveria parecer óbvio, mas não é.

Nas 400 incubadoras de empresas espalhadas por todo o país, vocês encontrarão gente assim. Pessoas que criaram, principalmente a partir do conhecimento adquirido em nossas melhores universidades, mais de 5 mil empresas e que empregam hoje mais de 45 mil brasileiros.

Visitem esses ambientes mágicos, que respiram o empreendedorismo e a inovação. E ouçam esses eleitores que têm na alma o desejo de mudança e buscam construir um país melhor. Vocês poderão aprender muito ouvindo essa gente jovem, com vontade de acertar, humildade para errar e força para seguir em frente.

*Artigo originalmente publicado na edição número 75 da revista Locus, da Anprotec.