Matéria

Alemão cria aplicativo de motoboys com base em problema de logística do país

comente:

, , , ,

Empreendedores costumam dizer que crise e problemas são sinais de oportunidades. E foi observando problemas críticos no Brasil que o alemão Patrick Wegener criou o aplicativo de logística urbana EasyDeliver.

Após concluir a universidade de administração na Alemanha, decidiu explorar essa novidade por aqui. Cansado de perder horas no trânsito para realizar suas tarefas diárias e se assustar com o alto custo e demora nos serviços de entrega via motoboys, Patrick decidiu criar algo que pudesse reduzir o custo, agilizar o serviço dos profissionais e melhorar a experiência do usuário ao contratar uma entrega.

Durante atuação no setor de logística de um e-commerce em forma de leilão de centavos, o BidShop, percebeu que, mesmo trabalhando com as maiores transportadoras do Brasil, as dificuldades impostas eram muito grandes. Esses desafios logísticos inspiraram o empreendedor a desejar criar algo que pudesse oferecer o serviço de transporte que ele gostaria de ter.

Wegener decidiu, portanto, se aprofundar mais no conceito de sistema same day delivery, de “entregas no mesmo dia”, já muito demandado lá fora por empresas como Google, Amazon, eBay e Walmart. Daí, surgiu a startup Easy Deliver, criada para se encarregar da última parte da cadeia logística, a entrega, considerada a mais sensível, por encerrar a maior parte das reclamações dos clientes.

“Costumo dizer que o Brasil é um grande parque de oportunidades. Antes de iniciar o EasyDeliver eu, como responsável pelo setor de logística do BidShop, tive muita dor de cabeça, mesmo trabalhando com as maiores transportadoras do país. Pensei, então: por que não desenvolver um serviço que eu mesmo gostaria de ter?”, diz Patrick.

E deu certo. Hoje, a Easydeliver conta com mais de 1500 motoboys usando o aplicativo no Rio de Janeiro e já anunciou a sua expansão para outras capitais como São Paulo e Belo Horizonte. “Nós retiramos totalmente a taxa cobrada ao motoboy, que era de 20%: hoje, ele fica com 100%. Isso é a nossa primeira medida para redução dos preços ao consumidor final, já temos o melhor preço no Rio de janeiro e chegaremos a São Paulo também com esse posicionamento”, enfatiza o CEO da startup.

ilustraçao-principal

Patrick Wegener, CEO da EasyDeliver

Como funciona o aplicativo

O aplicativo visa dar mais dinamismo, eficiência e segurança à entrega, garantindo mais praticidade ao usuário, além de uma melhor fonte de renda para o motoboy. O serviço pode ser solicitado pelo site, necessitando apenas que o cliente inclua o local de coleta e entrega nos campos indicados. Com isso, o próprio sistema detectará o motoboy mais próximo daquele local, indicando seu nome, dados e tempo estimado para o serviço.

O app também calcula de forma automática o frete, oferecendo também a localização real do motoboy e um feedback de todo o processo. Os pagamentos das corridas podem ser feitos através de dinheiro, cartão de crédito e faturado, para empresas