Especial

Seção Sindicatos

Edgar Serrano, diretor do SEPRORGS, é eleito vice-presidente da Fenainfo. Saiba mais na nova seção Sindicatos da revista eletrônica da revista TI Maior

comente:

, , ,

Edgar Serrano, diretor Financeiro do SEPRORGS, plataforma de representatividade das empresas de TI do RS, foi eleito vice-presidente da Federação Nacional das Empresas de Informática (Fenainfo). Desta forma, a entidade tem um acento na organização que defende os interesses da classe em âmbito nacional, aumentando sua participação e tendo mais influência nas questões federais referentes ao setor.

ilustraçao-principal

Edgar Serrano

Nomeado na chapa encabeçada pelo atual presidente da Fenainfo, Márcio Girão, Serrano tem como objetivo tratar de temas que são fundamentais para o desenvolvimento do setor como a desoneração da folha salarial, a terceirização e a criação de um Marco Regulatório para o setor. “Nossa bandeira é unificar as ações das 15 entidades patronais e ter uma voz mais efetiva junto ao Congresso Nacional sobre as questões que entravam o desenvolvimento da TI em todo país. Vamos discutir pautas que influenciam na competitividade do setor, como a desoneração da folha salarial, onde os gigantes do mercado contam com uma tributação muito inferior ou nula em relação às pequenas e médias empresas, o que impacta diretamente nas suas receitas, dificultando seu crescimento ”, afirma Serrano.

Marco Regulatório para Software é destaque da pauta da Fenainfo

A criação de um Marco Regulatório para o Software também faz parte da estratégia da Fenainfo, segundo Serrano.

A entidade trabalhará para estabelecer um projeto de lei para defesa do Software, já que o Marco Regulatório e as leis vigentes são insuficientes quando se trata da questão.

Além disso, a intenção é aumentar a sinergia com demais entidades do setor.

“Temos muitas legislações e Marco Regulatórios, mas nenhum deles que contemple o software e a tecnologia, que acaba sendo inserida em outras leis de serviços antigas”, diz Serrano.

Segundo ele, existe ainda a possibilidade de ampliar a representatividade da Fenainfo e de seus afiliados, como o SEPRORGS, e colocar a entidade como referência para o segmento em prol do desenvolvimento da TI. “Para isso, vamos trabalhar para criação de pautas únicas entre outras entidades, aumentando a nossa força”, afirmou.

Aconteceu no setor

O SEPRORGS, plataforma de representatividade para as empresas de TI do RS, promoveu a palestra “O que a TI espera do RH? Vamos debater?”, ministrada pelo CIO do Grupo Cortel, Jean Xavier. O encontro reuniu associados e empresários do setor no auditório da entidade.

O grupo que participou do evento/ Foto: Divulgação

O evento foi mais um do ciclo de palestras que o SEPRORGS oferece aos seus associados.

Xavier, que possui mais de 20 anos de experiência em Tecnologia da Informação desempenhando funções de liderança em empresas como HP, Itaú e Fiat, falou sobre a importância da boa relação entre as áreas de TI e Recursos Humanos.

Da esquerda para a direita: Diogo Rossato, presidente SEPRORGS, Jean Xavier, palestrante, e André Streppel, diretor de desenvolvimento humano do SEPRORGS/ Foto: Divulgação

Agenda

No dia 21 de junho, das 12h às 14h, o SEPRORGS promove mais um encontro do Grupo de Gestão Empresarial. Desta vez o evento contará com a palestra de Alessandro Cauduro, que vai abordar o tema: “Marketing Digital na prática”.

O Marketing Digital é uma imposição do mercado, pois o mundo está cada vez mais conectado. Saber elaborar um plano eficiente para gerir as ferramentas digitais é imprescindível, por isso a palestra vai apresentar a melhor de forma de montar um Plano de Marketing eficiente na prática.

Alessandro Cauduro é um dos 50 maiores inovadores em comunicação e marketing do país, segundo a revista Proxxima. Formado em Ciência da Computação pela UFRGS, ele é um dos sócios da W3haus, considerada a maior agência digital independente do país.

O último encontro teve Cláudio Carvalho para falar sobre Gestão Financeira. Os associados e demais participantes lotaram o auditório. O evento é gratuito para empresas associadas e tem o custo de R$ 50,00 para empresas não associadas