Editorial

Portal do Software Público Brasileiro: todos os lados do portal que divide opiniões do setor

comente:

Esta edição da TI Maior traz um debate esclarecedor sobre o Portal do Software Público. Criado pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, o SPB é um site que oferece acesso a soluções de software livre desenvolvidas por órgãos públicos, comunidade acadêmica ou programadores em geral. Portanto, ele levanta polêmicas no setor empresarial como uma barreira em seus negócios com o governo. Para falar sobre o Portal convidamos os seguintes nomes: Gerson Schmitt, vice–presidente da Abes; Jorge Santana, empresário, ex-dirigente e associado da ASSESPRO; e João Cassino, coordenador de Conectividade e Convergência Digital da Prefeitura de São Paulo e colaborador do PSB.


A entrevistada desta edição é a deputada Geovânia de Sá (PSDB/SC), que tem como uma das principais bandeiras a defesa dos direitos trabalhistas. Em entrevista exclusiva à TI Maior, ela falou sobre o Projeto de Lei que tem como objetivo facilitar o caminho percorrido pelos prestadores de serviço e desenvolvedores de software. Confira!


A seção Debate traz uma abordagem sobre o anúncio do fim da internet ilimitada no Brasil e suas consequências para o mercado. Para falar sobre o assunto, a advogada especializada Ana Paula Gaiesky Oliva, da SEPRORGS, e Eduardo Levy, presidente da SinditeleBrasil.


Outro tema de relevância envolve as Tecnologias Assistivas. O professor José Antonio Borges fala das oportunidades e das barreiras enfrentadas, enquanto Marília Rosa Millan faz um balanço do seu desenvolvimento em território nacional.


Já a seção Artigo traz uma reflexão sobre como o bloqueio a sites na internet não é a solução para a pirataria. Henrique Faulhaber, conselheiro do Comitê Gestor da Internet, é quem assina. Há ainda um artigo escrito em conjunto por Luiz Fernando Marrey Moncau, Marina Barros e Pedro Augusto Francisco, professores da Fundação Getúlio Vargas, sobre a aprovação de uma série de medidas que dão andamento à Agenda Digital Brasileira antes do afastamento da presidente Dilma Roussef.


E tem novidade: nesta edição, inauguramos a Seção Incubadoras, que vai trazer a história de incubadoras pelo Brasil. Para a estreia, foi convocado Saulo Rodrigues, gerente da Supera Incubadora de Empresas de Base Tecnológica.


A Seção Sindicatos, que vai trazer o panorama de cada sindicato do setor de TI Brasil, também estreia nesta edição. Quem inaugura é o SEPRORGS, através de um texto elucidativo do diretor financeiro da entidade, Edgar Serrano, eleito vice-presidente da Fenainfo. Em pauta, o que o sindicato tem feito para trazer melhorias ao setor.


Para finalizar, a seção Intervalo aborda um tema pouco conhecido: Humanidades Digitais.


Expediente uma coluna